0

WhatsApp passa a usar criptografia para proteger mensagens enviadas.

Quem não se lembra do episódio em que o Brasil teve o sistema do WhatsApp retirado do ar por causa do pedido de um juiz a respeito de algumas investigações que estavam sendo realizadas no Brasil? Pois é, se você não se lembra muito bem do que aconteceu, aqui vai um resumo bem rápido. O WhatsApp foi retirado do ar no Brasil por várias horas, devido ao pedido de um juiz que estava realizando algumas investigações de teor sigiloso no Brasil, não se sabe a causa, mas especula-se que eram casos de pedofilia. O juiz decretou que o WhatsApp fosse retirado do ar após a empresa responsável pelo aplicativo negar ajuda e se negar a cooperar com as investigações, não cedendo informações de conversas trocadas pelo aplicativo. O fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, também responsável pelo aplicativo WhatsApp informou na época que este tipo de atitude violaria as diretrizes do aplicativo e chegou a fazer uma nota de repúdio a atitude tomada dentro do país como uma espécie de punição a não cooperação da empresa perante as investigações.

Imagem da logo do WhatsAppDe qualquer forma vamos prosseguir com a novidade, Mark parece não ter deixado o que o juiz fez muito barato e depois deste episódio parece ter pensado em uma nova estratégia para não quebrar o sigilo das mensagens que é algo de direito dos seus usuários de acordo com ele mesmo, mas de uma forma a não se complicar como da última vez. Resultado?  Agora o WhatsApp trabalha com uma criptografia de ponta e aumenta muito o sistema de segurança das conversas. No início de abril, todos os usuários de Android, iPhone e Windows Phone, receberam uma mensagem no próprio aplicativo informando sobre a adoção da criptografia. No mesmo dia que a medida foi posta em vigor, o proprietário do Facebook anunciou: “Nem criminosos, nem hackers, nem regimes opressores. Nem mesmo nós”, ou seja, ninguém terá acesso as suas conversas de texto, áudio, vídeo, ligação ou qualquer outra coisa além de você mesmo.

Instagram Direct: Veja como utilizar esse recurso.

Na mesma mensagem que informa sobre a criptografia, exigia que os usuários fizessem a verificação de um código por meio de um QR CODE, com outro usuário para que desta forma de fato, esta situação se resolvesse, mas mesmo sem realizar esta atitude o usuário permanece protegido da mesma forma, mesmo que a empresa não informe isto claramente através da mensagem inicial, mas posteriormente eles informaram que não era necessário para que isso ocorresse.

Gostou deste artigo? Então não deixe de compartilha-lo no Facebook ou deixar uma mensagem. Todo retorno e toda a ajuda na divulgação é importante para nós e tudo fazemos para levar as nossas dicas e artigos ao maior número de pessoas possível! Obrigado!

Compartilhar:

Felipe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *